Atuantes em uma época que não mais permite errar pelo tempo custoso e exigente, metodologias vêm sendo aplicadas nos diversos cenários, inclusive empresariais, para criar produtos e resolver problemas de formas eficientes. Essas formas são denominadas “metodologias ágeis”, e o Scrum é uma delas.

Para a execução de projetos complexos e com muitos requisitos, faz-se necessário planejamentos mais elaborados quando não se possui previamente um conhecimento detalhado da execução. O Scrum é uma maneira colaborativa para a elaboração de produto, seja ele físico ou um software, que tem sua execução apresentada nas seguintes estruturas:

FUNÇÕES

O Scrum consiste em uma distribuição de funções e tarefas de modo que os papéis são definidos em três partes presentes durante todo o processo:

DINÂMICA

Quando falamos sobre agilidade, tratamos da rapidez de resultados menores em prol de um objetivo maior, que é o resultado final. O processo é dividido em etapas que devem ser rigorosamente seguidas para a eficácia de todo o andamento.

  1. Sprint Planning: antes de cada ciclo, são feitas duas reuniões, uma para definir especificamente o que será feito e outra para definir o como.
  2. Daily Scrum Meeting: durante o andamento de cada Sprint, reuniões são feitas diariamente, com duração de aproximadamente 15 minutos com o intuito de serem explanados as tarefas feitas no dia anterior, as tarefas a serem realizadas no dia e se houve alguma dificuldade que tenha interferido no processo da realização de tarefas do Sprint atual, para que caso seja necessário, adaptações sejam feitas.
  3. Sprint Review Meeting: ao final de cada Sprint, o resultado entregue é analisado para ver se há a necessidade de alguma adaptação ou mudança no produto. Nessa etapa é possível que sejam feitas atualizações no Product Backlog.
  4. Retrospectiva: e por último, é analisado o processo, as estratégias. O que está funcionando e deve ser mantido ou não. Que erros não devem mais ser cometidos.

Todas essas estruturas são as fundamentações, Scrum Framework na nomenclatura original, ou seja, os pilares indispensáveis que caracterizam o processo de metodologia ágil chamado Scrum.