Design Thinking não é nada mais, nada menos do que uma abordagem para solução de problemas. Não qualquer solução, e não de uso exclusivo dos designers. O Design Thinking é a procura por uma solução criativa e inovadora, orientada pela busca de melhores resultados.

Dentro dessa abordagem, que pode ser aplicada a diversas circunstâncias, há algumas fases que não necessariamente acontecem nesta ordem, mas que são fundamentais para chegarmos aos resultados.

Se engana quem acha que apenas publicitários ou artistas devem ser criativos. Em algum momento nos últimos tempos a mensagem sobre a criatividade ser o futuro e a necessidade de pensar fora da caixa ganhou muita força em todos os setores possíveis. Criatividade é a capacidade de solucionar problemas, e sabemos que problemas não são exclusivos de nenhuma área e surgem a cada instante, seja na sua rotina de trabalho ou em um simples ato de atravessar a rua.

A grande dificuldade do ser humano é desviar das soluções pré-programadas, que são implantadas no transcorrer da vida. Somos seres com conhecimentos de comum acesso que são acumulados e pensamentos com modelos padronizados, que dificulta a saída da caixa.

O Design Thinking é um conceito que conquistou seu espaço e respeito dentro do mercado, promovendo a interação, o questionamento, a intenção de proporcionar melhores experiências e soluções bem-sucedida.